Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Egípcios entoam canção palestina na presença de turistas de Israel

Após avistarem turistas israelenses na cidade costeira de Dahab, residentes egípcios começaram a cantar e dançar a célebre balada palestina “Dammi Falastine” (“Meu sangue é palestino”), gravada por Mohammed Assaf, músico da Faixa de Gaza.

O incidente ocorreu nesta terça-feira (9).

“Meu sangue é palestino, minha terra me chama”, recitaram os egípcios.

Amr Abdel Hadi, escritor e político egípcio, comentou o vídeo que viralizou nas redes sociais, ao enaltecer sua “enorme importância, ainda mais profunda que a própria canção”.

Abdel Hadi reiterou que as massas populares rejeitam a postura dos líderes árabes de normalizar laços com a ocupação israelense. “O ritmo árabe vai contra seus governantes e logo Israel perderá mais do que de fato ganhou”, escreveu no Twitter.

Segundo a imprensa, a presença de turistas israelenses no balneário de Dahab, na região do Mar Vermelho, provocou uma nova reação por parte dos jovens egípcios.

Os turistas em questão deixaram o local sob os versos da canção, conforme relatos.

LEIA: Sem caminhos para Gaza: o papel do Egito na manutenção do cerco e opressão do povo palestino

Categorias
ÁfricaEgitoIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments