Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Chanceler irlandês discutirá a expansão dos assentamentos durante sua visita a Israel

Simon Coveney, ministro irlandês das Relações Exteriores, em Berlim, Alemanha, em 11 de dezembro de 2020 [Fabrizio Bensch/Getty Images]

O Ministro das Relações Exteriores irlandês, Simon Coveney, viajará para Israel depois de expressar suas preocupações sobre a construção ilegal de assentamentos, bem como sobre a lista designando seis grupos palestinos de direitos humanos e da sociedade civil como organizações terroristas.

Será a quinta viagem do Ministro das Relações Exteriores nos últimos quatro anos e sua primeira desde que o primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, tomou posse em maio, informou o The Jerusalem Post.

“Durante esta visita, eu me encontrarei com uma série de líderes políticos israelenses e palestinos, representantes das agências da ONU e da sociedade civil”, disse Simon Coveney.

“Falarei clara e francamente sobre tendências negativas, incluindo violência, demolições, despejos e atividades de assentamento que estão causando sofrimento contínuo e ameaçam corroer a perspectiva de uma solução negociada de dois Estados”.

Todos os assentamentos são ilegais sob o direito internacional. Grupos de direitos e a comunidade internacional têm condenado repetidamente a expansão dos assentamentos de Israel, afirmando que isso dificulta o progresso da paz com os palestinos.

LEIA: Israel vai nivelar terras palestinas para instalar canos de esgoto para colonos

“Na semana passada, vimos mais desenvolvimentos negativos em termos de atividade de assentamentos e espaço da sociedade civil contra os quais me pronunciei”, acrescentou Simon Coveney.

“Aproveitarei esta oportunidade para, mais uma vez, transmitir minhas preocupações e apelar para o fim de tais atos”.

Enquanto estiver em Jerusalém, Simon também se reunirá com o Coordenador Especial da ONU para o Processo de Paz no Oriente Médio, Tor Wennesland.

Além disso, o ministro também visitará comunidades na Cisjordânia ocupada para ouvir diretamente sobre os desafios que elas enfrentam e como os fundos de ajuda irlandeses estão sendo utilizados.

Depois disso, Simon viajará para a Jordânia, onde abrirá oficialmente a nova embaixada da Irlanda ao lado do Ministro das Relações Exteriores jordaniano, Ayman Safadi.

Este é “um marco importante no aprofundamento dos laços entre nossos dois países. A Jordânia é um parceiro importante na região e estou ansioso para discutir um amplo espectro de questões, incluindo relações bilaterais e comércio, o conflito sírio, o Processo de Paz do Oriente Médio e os desafios enfrentados por toda a região”, disse Coveney

Categorias
Europa & RússiaIrlandaIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments