Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Hamas está envolvido em negociações para libertar prisioneiros palestinos e árabes

Os habitantes de Gaza se reúnem em frente ao prédio do Comitê Internacional da Cruz Vermelha para fazer uma manifestação em apoio aos prisioneiros palestinos nas prisões israelenses na Cidade de Gaza, Gaza, em 20 de outubro de 2021 [Mustafa Hassona/Agência Anadolu]
Os habitantes de Gaza se reúnem em frente ao prédio do Comitê Internacional da Cruz Vermelha para fazer uma manifestação em apoio aos prisioneiros palestinos nas prisões israelenses na Cidade de Gaza, Gaza, em 20 de outubro de 2021 [Mustafa Hassona/Agência Anadolu]

O Movimento de Resistência Islâmica Palestina – Hamas – está engajado em uma negociação de múltiplos campos para libertar prisioneiros palestinos e árabes das prisões de ocupação israelense, revelou um importante líder do Hamas.

Em resposta a um apelo de um parlamentar jordaniano, o chefe do Bureau Político do Hamas, Ismail Haniyeh, compartilhou uma declaração: “Estamos envolvidos em uma batalha multifacetada para libertar prisioneiros palestinos, árabes e jordanianos das prisões de ocupação israelense”.

Haniyeh acrescentou: “A agenda do conflito com o inimigo está aberta para atingir esse objetivo mais cedo ou mais tarde. Não hesitaremos em assumir a responsabilidade por essa questão”.

Haniyeh destacou que a equipe de negociações para a troca de prisioneiros consiste nos “melhores membros” de seu movimento que “sabem como chegar a um acordo honroso”.

Na quarta-feira, o parlamentar jordaniano Khalil Atiyyeh pediu aos líderes do Hamas que incluíssem prisioneiros jordanianos na possível troca de prisioneiros com Israel.

Enquanto isso, Rai Al-Youm relatou fontes afirmando que as partes que negociam um acordo alcançaram um avanço, observando que “boas notícias serão entregues muito em breve”.

Isso foi confirmado por uma fonte do Hamas na manhã de sábado ao MEMO. “Um avanço foi alcançado em relação a uma troca de prisioneiros, e os prisioneiros serão libertados em breve”, informou a fonte.

LEIA: Palestina, eternamente

Categorias
IsraelJordâniaNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments