Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Sudão: Manifestantes pró-militares pedem a dissolução do governo civil

Os manifestantes sudaneses participam de uma concentração exigindo a dissolução do governo por causa das más condições de vida, fora do palácio presidencial na capital sudanesa, Cartum, em 18 de outubro de 2021 [Mahmoud Hjaj - Agência Anadolu]

Milhares de manifestantes pró-militares se reuniram ontem na capital sudanesa, Cartum, pedindo a dissolução do governo de transição liderado pelo primeiro-ministro Abdullah Hamdok.

Isso aconteceu dias depois que os manifestantes pró-militares iniciaram uma concentração perto do Palácio Republicano, convocando os militares para assumir o poder total e a formação de um governo de tecnocratas.

Enquanto isso, a polícia sudanesa impediu um grupo de manifestantes de entrar na sede do governo onde Hamdok realizou uma reunião de emergência para discutir a crise política, que ele havia descrito como a “pior” desde a derrubada do regime do Presidente Omar Al-Bashir em 2019.

“Viemos aqui para derrubar o governo civil, porque ele falhou, e para pedir aos militares que assumissem este período de transição”, disse Taher Fadl Al-Mawla, um manifestante, à AFP.

Entretanto, os opositores dos protestos acusam a liderança do exército e das forças de segurança de organizar os protestos e dizem que a concentração é um “golpe” em um país que já vivenciou muitos golpes.

LEIA: Hamdok propõe roteiro para acabar com a crise política no Sudão

Categorias
ÁfricaNotíciaSudão
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments