Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Palestina enfrenta graves problemas financeiros, alerta Banco Mundial

Presidente da Autoridade Palestina Mahmoud Abbas recebe David Malpass, chefe do Banco Mundial, em Ramallah, Cisjordânia ocupada, 5 de outubro de 2021 [Presidência Palestina/Agência Anadolu]

O governo palestino enfrenta um grave problema em termos de dívidas e orçamento público, advertiu ontem (13) David Malpass, presidente do Banco Mundial.

“Estive na Cisjordânia há uma semana; há um problema de finança e dívida pública e buscamos formas de melhorar nossa performance ali”, relatou o economista americano.

Malpass destacou ter visitado a estação de tratamento de esgoto em Hebron (Al-Khalil), na Cisjordânia ocupada, financiada pelo Banco Mundial como parte de seus esforços para ajudar o governo palestino a construir e desenvolver infraestrutura similar.

“Até então, é Israel que administra o tratamento de esgoto, e queremos transferir a gestão a Hebron, Jerusalém e toda a Cisjordânia, para reduzir custos”, prosseguiu Malpass.

Israel deduz mensalmente parte dos recursos tributários coletados em nome da Autoridade Palestina, sob pretexto de receber esgoto dos territórios ocupados.

No entanto, a medida é unilateral e arbitrária, dado que a lei internacional prevê responsabilidade do ocupante sobre a população nativa.

Serviços sob pleno controle israelense incluem ainda fornecimento de água, eletricidade e remessas médicas, totalizando US$50 milhões por mês.

LEIA: FMI oferece US$16.6 bi a economias do Oriente Médio

Categorias
Banco MundialNotíciaOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments