Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

FMI oferece US$16.6 bi a economias do Oriente Médio

Sede do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Washington DC, 15 de abril de 2020 [SAUL LOEB/AFP via Getty Images]

O Fundo Monetário Internacional (FMI) ofereceu um novo financiamento a países do Oriente Médio e Norte da África no valor de US$16.6 bilhões, a fim de ajudar na recuperação econômica pós-crise de covid-19, reportou ontem (10) a agência Anadolu.

Segundo as informações, o FMI confirmou sua proposta de “apoio técnico” aos estados-membros na região, para atenuar o impacto da pandemia.

Jihad Azour, diretor para Oriente Médio e Ásia Central do FMI, afirmou que as economias locais enfrentam um “ponto de inflexão crítico”, ao passo que muitos países passam por uma nova onda de coronavírus, devido à falta de vacinas.

Azour observou também que a região vivencia uma recuperação “frágil e desigual” diante de novos desafios emergentes, incluindo aumento das taxas de inflação e menor espaço para conduzir políticas macroeconômicas.

Segundo o representante do FMI, os países em questão devem conduzir reformas e abordar debilidades estruturais para alcançar sua recuperação.

Em relatório recente, a entidade financeira confirmou ainda que o custo acumulado do covid-19 no Oriente Médio e Norte da África chegará a US$200 bilhões até o fim do ano.

LEIA: Líbano lança cartão de subsídio em dinheiro para famílias

Categorias
ÁfricaCoronavírusDjiboutiEgitoFMIJordâniaMarrocosMauritâniaNotíciaSomáliaSudãoTunísia
Show Comments
Show Comments