Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Ex-premiê de Israel condena remessa de água a Jordânia sem ‘contrapartida’

Então premiê israelense Benjamin Netanyahu, em Jerusalém, 13 de abril de 2021 [DEBBIE HILL/AFP via Getty Images]

Benjamin Netanyahu, ex-premiê israelense e atual líder da oposição, criticou nesta segunda-feira (12) os planos do governo de Naftali Bennett para enviar recursos hídricos adicionais à Jordânia — “sem obter qualquer compensação política”.

Recentemente, o Ministro de Águas e Irrigação da Jordânia Muhammad Al-Najjar e o Ministro de Energia de Israel assinaram um acordo para assegurar o envio de 50 milhões de metros cúbicos adicionais à monarquia hachemita.

Sob o “acordo de paz” assinado em 1994, Tel Aviv concede a Amã anualmente 55 milhões de metros cúbicos de água, pelo valor de um centavo por metro cúbico.

Netanyahu, no entanto, rechaçou o acordo no Twitter: “Enquanto a Jordânia fortalece laços com o Irã, Bennett decidiu dobrar a quantidade de água transferida a nosso vizinho, sem obter qualquer contrapartida política para Israel”.

Segundo o índice global de recursos hídricos, a Jordânia é proporcionalmente o segundo país mais pobre em termos do acesso à água para sua população.

LEIA: Jordanianos protestam contra acordo de gás Jordânia-Israel

Categorias
IrãIsraelJordâniaNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments