Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

União Europeia deveria manter promessa à Turquia de viajar sem visto, diz ministro grego.

Polícia turca no controle de passaportes em 19 de junho de 2020 no aeroporto internacional de Antalya [OZAN KOSE/AFP via Getty Images]

Na segunda-feira, o ministro grego da Migração e Asilo, Notis Mitarachi, disse que a União Europeia deveria manter suas promessas à Turquia como parte de um acordo de 2016 para proporcionar aos cidadãos turcos viagens sem visto para a Europa, noticiou o jornal alemão Die Welt.

De acordo com a reportagem, Mitarachi exortou a União a cumprir seus compromissos migratórios, incluindo a isenção de visto para viajar.

“A declaração conjunta deve ser respeitada por ambas as partes”, disse ele. “A União Europeia também assumiu compromissos com a Turquia em relação às viagens e ao comércio sem visto, os quais devem ser respeitados”.

A ilha grega de Lesbos é onde muitos migrantes chegam da Turquia, atravessando o Mar Egeu. Isso tem causado muitos problemas entre os governos grego e turco.

Em abril de 2021, a Grécia acusou a Turquia de tentar provocá-la ao tentar empurrar barcos carregando migrantes para águas gregas, uma reivindicação que Ancara rejeitou fortemente.

O acordo migratório entre a Turquia e a União Europeia foi assinado em 2016 e tinha como objetivo desencorajar a migração irregular através do Mar Egeu, tomando medidas mais rigorosas contra os traficantes de pessoas e melhorando as condições de cerca de três milhões de refugiados sírios na Turquia.

Após o acordo, o número de refugiados sírios na Turquia aumentou para 3,7 milhões ou mais, juntamente com uma nova onda de refugiados vindos do Idlib após o ataque do regime, disseram as autoridades turcas.

A Turquia criticou o fracasso da Europa em cumprir suas promessas no acordo de 2016, incluindo a entrega de menos da metade dos seis bilhões de euros (US$ 6,8 bilhões) que se comprometeu a conceder para ajudar os sírios na Turquia.

Com 3,7 milhões de imigrantes sírios já na Turquia, Ancara diz estar sobrecarregada com o fluxo de refugiados.

LEIA: Erdogan e Putim bufaram e rugiram e no fim só concordaram em não discordar

Categorias
Europa & RússiaGréciaNotíciaOrganizações InternacionaisTurquiaUnião Europeia
Show Comments
Show Comments