Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

‘Não há espaço para consulta na formação do próximo governo’, diz presidente da Tunísia

O presidente tunisiano, Kais Saied, recebe Najla Bouden, que foi nomeada para formar um novo governo, em Tunis, Tunísia, em 29 de setembro de 2021 [Presidência tunisiana/Agência Anadolu]
O presidente tunisiano, Kais Saied, recebe Najla Bouden, que foi nomeada para formar um novo governo, em Tunis, Tunísia, em 29 de setembro de 2021 [Presidência tunisiana/Agência Anadolu]

O presidente tunisino, Kais Saied, anunciou que não há espaço para consultas aos partidos políticos e organizações civis da Tunísia sobre a formação do próximo governo.

Saied enfatizou sua rejeição às “tentativas de extorsão e infiltração” para impor um certo nome para chefiar o governo.

Durante o encontro na noite de quinta-feira com a primeira-ministra indicada, Najla Bouden, Saied afirmou que o encontro “faz parte da consulta contínua para formar um governo baseado nos padrões do patriotismo e na capacidade de trabalhar e conseguir criar uma nova história para Tunísia e responder às legítimas demandas do povo tunisino”.

Ele acrescentou: “Que todos saibam que não vamos nos submeter a qualquer chantagem ou barganha para impor certas escolhas, e não vamos aceitar a interferência de ninguém em nossas escolhas. Somos responsáveis ​​perante Deus e o povo, mas deixe quem quiser tentar se infiltrar e impor um determinado nome saiba que suas tentativas irão falhar”.

O presidente Saied encarregou Bouden de formar um novo governo, apontando que a missão de Bouden e sua próxima equipe de governo é combater a corrupção e o caos e cumprir as demandas dos tunisianos.

LEIA: Egito saúda escolha da primeira-ministra pelo presidente da Tunísia

Categorias
ÁfricaNotíciaTunísia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments