Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

ONU pede a partidos tunisianos diálogo abrangente para resolver problemas

Porta-voz do secretário-geral da ONU, Stéphane Dujarric [Wikipedia]

A ONU pediu ontem aos partidos políticos tunisianos que iniciem um diálogo inclusivo e abrangente para resolver os problemas do país, informou a Agência Anadolu. Isso, disse um porta-voz da ONU, estaria de acordo com os valores democráticos.

“As Nações Unidas continuam seu compromisso de apoiar as instituições democráticas na Tunísia e de fornecer apoio a essas instituições em sua resposta à pandemia do coronavírus”, acrescentou Stephane Dujarric, porta-voz do secretário-geral Antonio Guterres, em entrevista coletiva na ONU em Nova Iorque.

Essa intervenção ocorreu um dia depois de o presidente tunisino, Kais Saied, anunciar a abolição do órgão responsável pelo monitoramento da constituição na Tunísia. Ele acrescentou que emitirá legislação por decretos presidenciais e assumirá a autoridade executiva com a ajuda de “um governo” com um chefe nomeado. Nenhum detalhe sobre o último foi fornecido desde que Saied anunciou suas “medidas de emergência” em 25 de julho, que incluíam a suspensão do parlamento. Partidos políticos tunisianos e indivíduos descreveram isso como um “golpe contra a constituição”.

A maioria dos partidos rejeitou as medidas do presidente e as vê como um prelúdio para o retorno da tirania e da ditadura. Eles são considerados uma traição à revolução popular de 2010/11 que derrubou o regime do falecido presidente, Zine El Abidine Ben Ali.

Outros partidos, no entanto, apoiam as medidas como uma “correção de curso” à luz das crises política, econômica e de saúde, notadamente a pandemia de covid-19.

LEIA: Tunísia tem protestos pelo fim do golpe presidencial

Categorias
ÁfricaNotíciaONUOrganizações InternacionaisTunísia
Show Comments
Show Comments