Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Dinamarca assina subsídio de US$ 72 milhões para a Palestina

O governo palestino e a Dinamarca assinaram um acordo de parceria no valor de $ 72 milhões para apoiar a agricultura, o governo local e os setores da sociedade civil na Palestina, 24 de setembro de 2021 [PalestinePMO/Twitter]

A Dinamarca concedeu à Palestina uma doação de US$ 72 milhões para apoiar seus esforços para alcançar a independência. Os recursos serão gastos no governo local, agricultura, sociedade civil e em outras áreas.

O ministro das Finanças da Autoridade Palestina (AP), Shukri Bishara, e o representante da Dinamarca na Palestina, Ketil Karlsen, assinaram o acordo hoje em Ramallah, durante o qual o primeiro-ministro da AP, Mohammad Shtayyeh, também esteve presente junto com os ministros da Agricultura e do governo local.

Shtayyeh elogiou a Dinamarca por sua ajuda “muito generosa”.

“Agradecemos o espírito de parceria entre a Palestina e a Dinamarca”, disse Shtayyeh, acrescentando que esta não é a primeira assistência, mas “é um processo de parceria para paz e justiça e desenvolvimento para aliviar a pobreza e o desemprego e ajudar a construir instituições palestinas e ampliar a capacidade da economia palestina que nos permitiria nos desvencilhar gradativamente da dependência colonial que nos foi imposta pelo fato de estarmos ocupados”.

“Compartilhamos com vocês não apenas as prioridades, mas também o objetivo final de acabar com a ocupação e estabelecer um Estado palestino independente, soberano e viável para viver lado a lado com todos os seus vizinhos.”

Segundo a agência de notícias Wafa, Karlsen disse que o acordo marca o lançamento de um novo programa de parceria que inclui não apenas os US$ 72 milhões assinados hoje, mas também US$ 154 milhões para os próximos cinco anos.

O apoio dinamarquês centra-se nos direitos humanos, promovendo a responsabilização juntamente com a democracia e criando oportunidades de emprego com um enfoque particular nas mulheres e na juventude, explicou.

LEIA: Bandeira palestina é hasteada em frente ao prédio do parlamento da Dinamarca

Ele acrescentou que seu escritório tem trabalhado em estreita colaboração com os ministérios da agricultura e o governo local em projetos de desenvolvimento, principalmente criando empregos limpos e favoráveis ao clima, “apoiando a mudança de valor, aumentando a eficiência e produtividade e substituindo a dependência de produtos vindos de outros países”.

“Esta disposição visa apoiar os direitos e os valores fundamentais e este é o espírito e o gesto de fazer o desenvolvimento de forma diferente”, afirmou.

Categorias
DinamarcaEuropa & RússiaIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments