Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Fugitivos palestinos evitaram duas capturas, antes de serem apreendidos em Jenin

Iham Kahamji e Munadil Nafayat, prisioneiros palestinos que escaparam de Gilboa [foto de arquivo]

Os prisioneiros palestinos Iham Kahamji e Munadil Nafayat, que escaparam do presídio de segurança máxima de Gilboa, no início de setembro, evitaram duas tentativas de captura, antes de serem apreendidos em Jenin, norte da Cisjordânia ocupada, na sexta-feira (17).

As informações foram concedidas por seu advogado Munther Abu Ahmad.

Em reunião de uma hora e meia com a defesa, Kahamji observou que a dupla foi avistada duas vezes por forças da ocupação israelense, antes de chegar a Jenin.

Na primeira ocasião, em Afula, dois dias após a fuga da prisão, policiais israelenses abriram fogo contra ambos os fugitivos palestinos, que escaparam pela grama alta.

Na segunda ocasião, policiais abriram fogo na aldeia de Salem, perto de Nazaré, quase na fronteira com a Cisjordânia ocupada.

LEIA: Israel prende parentes de fugitivos palestinos

Kahamji relatou que a dupla permaneceu escondida em Jenin por 11 dias e então moveu-se à uma nova residência; 15 minutos depois foram recapturados pela ocupação.

Fontes israelenses alegam que um indivíduo persuadiu Kahamji a mudar seu esconderijo ao local de captura, em nome da operação de caça da polícia sionista.

O prisioneiro palestino reiterou a seu advogado que desejava visitar o túmulo de sua mãe, mas não pode fazê-lo.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments