Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Outro prédio desaba no Egito matando três advogados

Shoubra El-Khaima [Wikipedia]

Outro prédio desabou na cidade de Shoubra El-Khaima, nos arredores do Cairo, matando três advogados.

A AP relatou que a filial da Ordem dos Advogados em Qalyubia disse que as pessoas que morreram eram advogados que trabalhavam em um de seus escritórios de advocacia no bloco de apartamentos.

Um prédio vizinho agora foi esvaziado por precaução.

O colapso de prédios no Egito é um grande problema e ocorre em uma taxa alarmante, em média, a cada poucos meses.

Em julho, um bloco de apartamentos de seis andares desabou depois que uma ordem de demolição foi ignorada, matando uma pessoa e ferindo outras.

LEIA: Julgamento de ativista pelos direitos do Egito Hossam Bahgat é adiado

No mês anterior, cinco mulheres morreram quando um bloco de apartamentos em Alexandria desabou.

Em março, pelo menos 25 pessoas morreram e 75 ficaram feridas depois que um prédio em Gesr Suez desabou.

Um bebê de seis meses sobreviveu, mas a mãe, o pai e a irmã do bebê foram encontrados mortos nos escombros.

Em dezembro de 2020, um bloco de apartamentos, também em Alexandria, desabou matando várias pessoas.

Esses colapsos frequentes são o resultado da falta de supervisão e de construções não autorizadas e de má qualidade, como prédios sendo construídos com suporte de madeira, em vez de concreto.

Frequentemente, prédios são condenados, mas, em vez de demolir o prédio e pedir aos moradores que saiam, os proprietários pagam a polícia com subornos.

Os residentes costumam estar cientes de que seus apartamentos não são seguros, mas não têm para onde ir.

Categorias
ÁfricaEgitoNotícia
Show Comments
Show Comments