Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Pentágono refuta relatos de retirada das forças dos EUA de três bases na Síria

Tropas dos EUA patrulham em seus veículos militares perto da fronteira da Síria com a Turquia, em 17 de dezembro de 2020 [Delil Souleiman/AFP via Getty Images]

Um porta-voz do Pentágono confirmou em uma declaração à russa RIA Novosti: “Isso não é verdade. Os padrões de nossa missão na Síria permanecem os mesmos. Fizemos ligações esta manhã para confirmar isso”.

Na quarta-feira, o canal iraniano Al-Alam citou anteriormente uma fonte militar não identificada, alegando que os EUA evacuaram três de suas bases militares no campo de Al-Omar, a leste de Deir ez-Zor, Tall Baydar e Qasrak no interior de Al- Governadoria de Hasakah.

A maioria das terras das províncias ricas em petróleo de Al-Hasakah, Deir ez-Zor e Raqqa (norte e nordeste da Síria) estão sob o controle das Forças Democráticas Sírias (SDF, na sigla em inglês) apoiadas pela Coalizão Global Contra o Daesh liderada por os EUA.

LEIA: Negociações em Daraa chegam a um beco sem saída

As autoridades sírias acusam os EUA de trabalhar para “contrabandear petróleo sírio e vendê-lo no exterior para privar os sírios dele, em uma violação flagrante do direito internacional”.

Em 2019, o ex-presidente dos EUA Donald Trump aprovou um plano para retirar as forças de seu país posicionadas na Síria. No entanto, como resultado da pressão de membros de seu governo, ele mais tarde decidiu manter 900 militares para garantir o controle dos Estados Unidos dos campos de petróleo apreendidos na região de

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosNotíciaOriente MédioSíria
Show Comments
Show Comments