Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Comunidades palestinas em Israel demandam ações contra a criminalidade

Forças de segurança da Autoridade Palestina reprimem protesto palestino em Ramallah, Cisjordânia ocupada, 24 de junho de 2021 [Issam Rimawi/Agência Anadolu]

O Alto Comitê de Acompanhamento para Cidadãos Árabes de Israel convocou ontem (31) uma série de atos públicos para pressionar as autoridades sionistas a agir contra o aumento das taxas de criminalidade nas comunidades palestinas no território considerado Israel — isto é, ocupado durante a Nakba, via limpeza étnica, em 1948.

Em comunicado, o comitê observou que as atividades incluirão protestos em frente a delegacias de polícia nas cidades palestinas, além de uma carreata na próxima semana.

Durante a reunião que determinou a iniciativa, afirmou Mohammad Baraka, chefe da entidade: “Desde o início do ano, oitenta pessoas foram assassinadas por gangues, incluindo duas vítimas nos últimos dois dias, o que sugere um recorde anual na mortalidade”.

“Combater o crime nas comunidades árabes não demanda um grande plano do governo, mas sim vontade política, como ocorreu nas comunidades judaicas há anos”, reiterou.

Baraka acusou Israel de “falta de interesse” em tratar do problema nas comunidades palestinas, ao advertir que o governo da ocupação efetivamente encoraja práticas criminosas entre os árabes para “atrair os jovens a se recrutarem a polícia ou exército”

LEIA: Israel prende jornalistas por documentar prisão de manifestantes palestinos

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments