Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Regime Sírio força bombardeio contra mesquita na cidade sitiada de Daraa

Bombardeios executados pelo regime sírio de Bashar al-Assad contra áreas residenciais de Daara, em 14 de junho de 2017 [Muhammed Yusuf/Agência Anadolu]

Nesta segunda-feira (30), as forças do regime sírio intensificaram seus ataques contra o bairro de Daraa al-Balad no sudoeste da Síria, bombardeando uma mesquita local em uma tentativa de obter o controle do centro da cidade, relatou a Agência Anadolu.

Eclodiram confrontos entre as forças de oposição do bairro e o regime, disse Eymen Ebu Nokta, porta-voz da Comunidade das Liberdades Horan, um grupo fundado por ativistas e jornalistas de Daraa, à Agência Anadolu.

Ebu Nokta disse que as forças do regime visavam a Mesquita al-Mansur em Daraa al-Balad.

As forças do regime também bombardearam as mesquitas Sa’d Bin Abi Vakkas e Doutor Ghassan Aba Zayd na vizinhança durante o mês passado, acrescentou ele.

Os moradores do norte e oeste da província de Daraa visaram o posto de controle rodoviário do regime Bashar al-Assad com armas leves a fim de mostrar seu apoio a Daraa al-Balad, disse Ebu Nokta.

Desde 29 de julho, o regime de Bashar al-Assad e as milícias apoiadas pelo Irã lançaram uma operação terrestre na vizinhança, provocando confrontos que se espalharam por todo o campo.

Daraa al-Balad foi bloqueado pelas forças do regime em 25 de junho depois que os residentes, incluindo antigos membros da oposição síria, resistiram a uma ordem para entregar suas armas leves e permitir que as forças do regime revistassem casas na área.

A Comunidade das Liberdades Horan disse que durante recentes conversas de mediação lideradas pela Rússia com a oposição, as forças do regime haviam exigido que tanto os residentes quanto os grupos armados da oposição entregassem todas as suas armas leves e permitissem buscas domiciliares, e a criação de nove postos de controle na vizinhança.

As exigências, no entanto, foram rejeitadas pelo Centro de Reconciliação baseado em Daraa, que estava negociando em nome dos residentes, levando o regime a realizar novos ataques à cidade sitiada.

Daraa, conhecida como o berço da revolução síria, é o lar de cerca de 40.000 pessoas e foi um reduto da oposição até 2018.

A Síria tem sido devastada pela guerra civil desde o início de 2011, quando o regime de Assad reprimiu os manifestantes pró-democracia.

Categorias
NotíciaOriente MédioSíria
Show Comments
Show Comments