Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Hamas rejeita projetos de assentamento na Jordânia

O chefe político do Hamas, Ismail Haniyeh (esq.), fala após seu encontro com o primeiro-ministro do Marrocos, Saadeddine Othmani (dir.), em Rabat, Marrocos, em 17 de junho de 2021 [Stringer/Anadolu Agency]

O chefe do Bureau Político do Hamas, Ismail Haniyeh, anunciou na sexta-feira que seu movimento rejeita projetos de assentamento para palestinos na Jordânia, informaram agências de notícias.

Haniyeh e o ex-chefe do Hamas, Khaled Mashaal, visitaram Amã para assistir ao funeral do ex-oficial do Hamas Ibrahim Ghosheh, que faleceu aos 85 anos.

Ao se dirigir ao povo no funeral, Haniyeh afirmou: “Não para projetos de assentamento. Não há soluções para a questão palestina às custas da Jordânia ou da Palestina.” Ele enfatizou:

A Jordânia é a Jordânia e a Palestina é a Palestina, mas os sentimentos, o credo e a religião são os mesmos.

O líder do Hamas insistiu que a única solução para os refugiados palestinos é voltar para suas casas de onde foram expulsos à força em 1948.

A Jordânia expulsou a liderança do Hamas de Amã em 1999. Mas Ghosheh, um engenheiro habilidoso que desempenhou um papel considerável no desenvolvimento da construção no Kuwait e na Jordânia, concordou em desistir de seu papel de porta-voz do Hamas em troca de permanecer em Amã.

Haniyeh agradeceu ao rei Abdullah II, ao governo jordaniano e ao povo jordaniano pela aprovação do rei de sua entrada para participar do funeral de Ghosheh.

LEIA: Hamas agradece Jordânia por permitir entrada de líderes para funeral

Categorias
IsraelJordâniaNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments