Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

China quer ajudar a Síria e acelerar reconstrução

Primeiro-Ministro da China Li Keqiang durante videoconferência após encerramento do Congresso Popular Nacional, em Pequim, 28 de maio de 2020 [Andrea Verdelli/Getty Images]
Primeiro-Ministro da China Li Keqiang durante videoconferência após encerramento do Congresso Popular Nacional, em Pequim, 28 de maio de 2020 [Andrea Verdelli/Getty Images]

Em carta à sua contraparte síria Hussein Arnous, o Primeiro-Ministro da China Li Keqiang afirmou que seu governo está disposto a ajudar a Síria a combater o coronavírus, melhorar as condições de vida da população e acelerar sua reconstrução.

Keqiang observou que Pequim atribui “enorme importância” ao desenvolvimento das relações com Damasco. “Ambos os países possuem laços tradicionalmente amigáveis, entendimentos de longa data e apoio mútuo em questões essenciais”, reiterou.

De sua parte, Arnous confirmou que Keqiang expressou disposição para “conduzir esforços conjuntos e consolidar a amizade tradicional entre os países, para avançar constantemente em relações cooperativas, ao desejar ao povo sírio segurança e prosperidade”.

LEIA: Presidente russo e rei da Jordânia discutem Afeganistão, Síria e Palestina

Categorias
Ásia & AméricasChinaCoronavírusNotíciaOriente MédioSíria
Show Comments
Show Comments