Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel é capaz de ‘agir sozinho’ contra Teerã, ameaça Bennett

Primeiro-Ministro de Israel Naftali Bennett durante encontro semanal de seu gabinete, em Jerusalém ocupada, 27 de junho de 2021 [MAYA ALLERUZZO/POOL/AFP via Getty Images]
Primeiro-Ministro de Israel Naftali Bennett durante encontro semanal de seu gabinete, em Jerusalém ocupada, 27 de junho de 2021 [MAYA ALLERUZZO/POOL/AFP via Getty Images]

Israel decidiu mobilizar uma ação global contra o Irã, após um suposto ataque contra um petroleiro de gestão israelense na costa de Omã.

Contudo, o estado sionista é capaz de “agir sozinho” caso necessário, ameaçou o premiê Naftali Bennett nesta terça-feira (3), segundo a agência Reuters.

Estados Unidos, Reino Unido e Israel culparam a república islâmica pelo suposto atentado a drone na última quinta-feira (29), no qual dois tripulantes — um cidadão britânico e outro romeno — foram mortos. Teerã nega qualquer envolvimento.

O Secretário de Estado dos Estados Unidos Antony Blinken anteviu uma “resposta coletiva” ao incidente, descrito pelo Primeiro-Ministro do Reino Unido Boris Johnson como “atentado ultrajante a um navio comercial”.

Ao lado de generais do exército durante uma visita à fronteira norte de Israel — com Síria e Líbano —, Bennett afirmou que seu governo compartilhou inteligência com suas contrapartes em Washington, Londres e outros, para vincular Teerã ao ataque.

“Trabalhamos para recrutar todo o mundo, mas sabemos muito bem como agir sozinhos”, afirmou o premiê israelense.

Insistiu Bennett: “O Irã sabe o preço de ameaçar nossa segurança. Precisam agora compreender que é impossível sentar-se serenamente em seu país enquanto incendeiam todo o Oriente Médio — acabou!”.

Na segunda-feira (2), o Irã prometeu responder adequadamente a eventuais ameaças à sua segurança. Nos últimos meses, Teerã e Tel Aviv trocaram acusações sobre supostos ataques contra embarcações ligadas a ambos os países.

Tensões escalaram desde 2018, quando o então presidente americano Donald Trump abandonou o acordo nuclear assinado com potências globais três anos antes e restituiu duras sanções contra a economia iraniana.

LEIA: Escolha de Netanyahu para o comitê do Knesset perde votação interna do Likud

Categorias
Ásia & AméricasEUAEuropa & RússiaIsraelNotíciaOmãOriente MédioPalestinaReino UnidoRomênia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments