Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Incêndio florestal mata quatro no Chipre

Incêndio florestal perto da aldeia de Vavatsinia, no distrito de Larnaca, Chipre, 3 de julho de 2021 [Iakovos Hatzistavrou/AFP via Getty Images]
Incêndio florestal perto da aldeia de Vavatsinia, no distrito de Larnaca, Chipre, 3 de julho de 2021 [Iakovos Hatzistavrou/AFP via Getty Images]

Quatro pessoas foram encontradas mortas após o segundo dia de um enorme incêndio florestal no Chipre, descrito como pior incidente do tipo no país por um oficial do governo.

As informações são da agência Reuters.

O incêndio, propagado por uma forte ventania, atingiu ao menos dez comunidades em uma área de 50 km², ao redor das colinas de Troodos, região de muitos arbustos e pinheiros.

As vítimas, supostamente cidadãos egípcios, foram encontradas perto da comunidade de Odou, aldeia montanhosa ao norte das cidades de Limassol e Larnaca.

“Todos os indícios sugerem tratar-se das quatro pessoas desaparecidas ontem”, declarou o Ministro do Interior do Chipre Nicos Nouris.

A Comissão Europeia, órgão executivo da União Europeia, confirmou que aviões de combate a incêndios partiram da Grécia em direção ao Chipre. A Itália também planeja enviar aviões.

O satélite de emergência Copernicus, pertencente ao bloco, foi ativado para produzir um mapa dos danos e das áreas afetadas, declarou a Comissão Europeia em nota.

“É o pior incêndio florestal na história do Chipre”, afirmou Charalambos Alexandrou, diretor do Departamento de Serviço Florestal à emissora cipriota Omega TV.

Esforços estão em curso para impedir que o fogo espalhe-se para além das colinas e atinja o monte de Machairas, mata de pinheiros e um dos mais altos picos do país.

A causa do incêndio, que teve início em torno do meio-dia de sábado (3), permanece incerta.

Sob aumento significativo das temperaturas no verão, o Chipre excedeu recentemente os 40°C.

LEIA: Royal Caribbean cancela nova linha de cruzeiro de Israel devido a conflitos

Categorias
ChipreNotíciaOrganizações InternacionaisUnião Europeia
Show Comments
Show Comments