Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Egito produz primeiro lote de vacina covid internamente

A ministra da Saúde egípcio, Hala Zayed, em Ismailia, cerca de 120 km a leste da capital Cairo, em 24 de janeiro de 2021 [Khaled Desouki/AFP via Getty Images]

O Egito produziu internamente seu primeiro lote de 300.000 doses da vacina chinesa contra o coronavírus Sinovac, anunciou o Ministério da Saúde ontem.

A ministra da Saúde, Hala Zayed, disse a repórteres que as doses foram produzidas em duas fábricas locais, acrescentando que uma das instalações estava operando com uma “capacidade de 300.000 doses por dia e uma capacidade de produção anual de 110 a 220 milhões de doses”.

Ela observou que as fábricas eram filiadas à empresa local Vacsera.

“Cerca de 10 a 15 milhões de doses serão produzidas internamente por mês para cidadãos egípcios”, disse a ministra.

O Cairo assinou no início deste ano um acordo com a chinesa Sinovac, pelo qual o Egito fabricaria 40 milhões de doses de vacinas anuais, com potencial de aumento da capacidade de produção para 80 milhões de doses nos próximos seis meses.

Em abril, a empresa farmacêutica egípcia Minapharm concordou em produzir mais de 40 milhões de doses por ano da vacina russa contra o coronavírus Sputnik V.

Até agora, um total de 281.282 pessoas contraíram o vírus no Egito, 16.169 das quais morreram e 211.384 outras se recuperaram, de acordo com o Worldômetros.

LEIA: Egito recebe o primeiro lote da vacina russa contra covid-19

Categorias
ÁfricaÁsia & AméricasChinaEgitoNotícia
Show Comments
Show Comments