Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Negociações devem começar com status de igualdade, insiste presidente turco-cipriota

Ersin Tatar, presidente turco-cipriota, em Nicósia, Chipre do Norte, 24 de junho de 2021 [Ali Ruhluel/Agência Anadolu]
Ersin Tatar, presidente turco-cipriota, em Nicósia, Chipre do Norte, 24 de junho de 2021 [Ali Ruhluel/Agência Anadolu]

Negociações oficiais sobre a questão do Chipre devem começar somente após o reconhecimento de igualdade soberana concedido ao lado turco, declarou neste sábado (26) o presidente turco-cipriota Ersin Tatar, segundo a agência Anadolu.

Tatar insistiu na necessidade de aceitar o status internacional igualitário entre as partes, durante reunião com o Secretário-Geral das Nações Unidas António Guterres. Ao retornar de Bruxelas, o líder turco-cipriota descreveu o encontrou como “benéfico” e “sincero”.

Segundo Tatar, o chefe da ONU deverá avaliar a possibilidade de realizar um segundo encontro de cúpula em Genebra, após um novo contato em Nova York, em setembro próximo.

“É fora de questão para nós ir diretamente a negociações oficiais”, reiterou Tatar.

O encontro não-oficial 5+1 — com ambos os lados da ilha, Turquia, Grécia e Reino Unido, como países avalistas, além da ONU — foi realizado em Genebra, entre 27 e 29 de abril deste ano. Contudo, não encontrou qualquer consenso entre as partes.

Guterres sugeriu que o processo “pode ser acelerado e tratado com maior seriedade” com a nomeação de um representante extraordinário. Tatar prometeu analisar a proposta.

A ilha do Chipre permanece dividida desde 1974, quando uma tentativa de golpe para anexar o território à Grécia obteve como resposta uma intervenção militar da Turquia.

Nos últimos anos, o processo de paz oscilou entre momentos de progresso e impasse, incluindo uma iniciativa frustrada da Suíça para solucionar a questão em 2017, sob coordenação dos países avalistas.

LEIA: Turquia rebate a Grécia sobre suas manobras navais

Categorias
Europa & RússiaGréciaNotíciaONUOrganizações InternacionaisReino UnidoTurquia
Show Comments
Show Comments