Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

“Juventude”, primeiro longa dirigido por uma mulher no Djibouti está disponível no Brasil

Cena do filme “Juventude”, de Lula Ali Ismaïl [Divulgação]

O primeiro longa-metragem de ficção feito no Djibuti, “Juventude”, estreou no Brasil pela plataforma de streaming Supo Mungam Plus. Classificado como drama, o filme é uma produção conjunta entre o país árabe e a França e foi dirigido pela cineasta Lula Ali Ismaïl. É também o primeiro filme dirigido por uma mulher no pequeno país do nordeste africano.

Com protagonismo feminino na frente e atrás das câmeras, “Juventude” conta a história de três garotas de diferentes classes sociais – Asma, Hibo e Deka – que estão prestes a se formar no ensino médio, e, enquanto passam para o início da vida adulta, precisam decidir se permanecem no país ou vão estudar na França. Enquanto trata do amadurecimento, o longa de estreia de Ismaïl traz um retrato da sociedade, cultura e tradição djibutiana.

Lula Ali Ismaïl nasceu no Djibouti em 1978 e, na década de 1990, mudou-se para o Canadá. Ela dirigiu e atuou no curta-metragem Laan, de 2011.

Lançado em dezembro de 2020, o serviço Supo Mungam Plus é uma plataforma brasileira focada em cinema independente e autoral. Além de lançar produções inéditas e originais do cinema mundial, também disponibiliza filmes antigos e raros. Com direito a sete dias grátis para teste, a assinatura mensal do streaming custa R$23,90.

LEIA: Concerto online arrecada dinheiro para ajudar hospital em Gaza e crianças palestinas

Categorias
ÁfricaÁsia & AméricasDjiboutiEuropa & RússiaFrançaNotícia
Show Comments
Show Comments