Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

UNICEF recolhe detalhes de noivas e crianças marroquinas do Daesh em acampamentos na Síria

Uma criança posa no Campo Roj, onde familiares de suspeitos de pertencer ao grupo Deash são mantidos, no campo perto de al-Malikiyah (Derik) na província de Hasakah, nordeste da Síria, em 28 de março de 2021. [DELIL SOULEIMAN/AFP via Getty Images]

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) começou a contar o número de esposas e filhos marroquinos do Daesh que estão localizados nos campos Al-Hawl e Roj na Síria.

De acordo com Hespress, a iniciativa da ONU foi saudada como um passo que anuncia a possibilidade de repatriar os filhos dos combatentes e suas mães nos próximos dias, como outros países fizeram.

O jornal noticiou que os cidadãos marroquinos foram solicitados a completar os pedidos fornecendo suas informações e detalhes sobre seus parentes no Marrocos, incluindo como contatá-los.

O representante da Coordenação Nacional das Famílias de Marroquinos Presos na Síria e no Iraque, Abdelaziz Al-Baqali, disse que a decisão da ONU de identificar o número de esposas e filhos marroquinos do Daesh é “um bom sinal para a resolução do processo”.

Al-Baqali acrescentou: “Apesar da alegria das mulheres de que seu problema possa ser resolvido em breve, elas temem que o primeiro grupo seja repatriado, enquanto o segundo será adiado”.

“Todos desejam estar no primeiro grupo ou que o intervalo entre os dois grupos não seja prolongado”.

Dados oficiais indicaram que 280 mulheres marroquinas acompanhadas por mais de 390 crianças estão presentes nas zonas de conflito no Oriente Médio.

A UNICEF estima que 28.000 crianças estrangeiras nasceram na Síria com pais de mais de 60 países, incluindo quase 20.000 crianças do Iraque, que estão em campos de deslocados.

LEIA: Repatriação de iraquianos na Síria ajuda a derrotar o Daesh, alega comandante dos EUA

Categorias
ÁfricaComunicados de ImprensaIraqueMarrocosNotíciaOriente MédioSíriaUNICEF
Show Comments
Show Comments