Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Ajax de Amsterdã pode dispensar marroquino Naseer Mazraoui por apoio à Palestina

Jogador de futebol do clube holandês Ajax Amsterdam Noussair Mazraoui [twitter]
Jogador de futebol do clube holandês Ajax Amsterdam Noussair Mazraoui [twitter]

A direção do clube holandês Ajax Amsterdam emitiu um aviso ao marroquino Noussair Mazraoui, que joga em sua equipe, após ele ter declarado sua solidariedade à Palestina durante a guerra lançada pela ocupação israelense na Faixa de Gaza durante 11 dias.

A direção do clube pediu a Mazraoui que não se mostrasse novamente sobre eventos políticos, enquanto alguns torcedores pediram à gestão do Ajax que dispensasse Mazraoui, cujo contrato expira em meados de 2022. Portanto o contrato de Mazouari está sob ameaça de não ser renovado novamente .

Especula-se o clube tenha orientação sionista de apoio a Israel. Essas suspeitas surgiram desde o início de sua constituição, já que vários jogadores de seu time de origem judaica apoiavam Israel, e essas suspeitas se fortaleceram pelo fato de a maioria de seus apoiadores hastearem a bandeira israelense enquanto estavam nas arquibancadas, durante muitos jogos.

Analistas esportivos afirmam que o jogador marroquino tem três motivos para deixar a seleção holandesa, já que muitos clubes querem contratá-lo, como os britânicos Leicester City e Tottenham, o espanhol Valencia, o italiano Roma e os franceses clube Paris Saint-Germain. O outro motivo é que o seu substituto Julian Tombre, que jogou em seu lugar durante longa lesão, apresenta grandes níveis que obrigam ao treinador da equipe a mantê-lo na posição de defesa direito. A razão final é que os torcedores do clube já não o querem na equipe, e não o apoiarão mais na sua presença no clube.

Muitos jogadores de futebol manifestaram simpatia pelos palestinos durante a agressão lançada por Israel na Faixa de Gaza, sendo o mais importante deles o argelino do Milan, Ismaël Bennacer, o egípcio do Arsenal, Mohamed Al-Nanni, a estrela egípcia aposentada, Mohamed Abu Trika, e outros jogadores árabes e estrangeiros.

LEIA: Jogadores do Manchester United estendem bandeira da Palestina após partida

Categorias
ÁfricaEuropa & RússiaHolandaIsraelMarrocosNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments