Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Presidente brasileiro leva multa por aglomeração

Jair Bolsonaro em passagem por Senador La Rocque, no Maranhão. Em 21 de maio de 2021 [Isac Nobrega/ Presidencia da República]
Jair Bolsonaro em passagem por Senador La Rocque, no Maranhão. Em 21 de maio de 2021 [Isac Nobrega/ Presidencia da República]

A equipe sanitária do Maranhão autuou na sexta-feira (21) o presidente Jair Bolsonaro por gerar aglomeração com mais de cem pessoas no município de Açailândia (a 560 km de São Luís). Além da proximidade das pessoas, o evento não contou com medidas de controle sanitário nem de uso obrigatório de máscara,

Bolsonaro agora tem 15 dias para apresentar defesa, ou passa a pagar multa que pode variar de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão.

No Twitter, o governador maranhense Flávio Dino, explicou que a lei é para todos e que “está em vigor uma norma proibindo eventos acima de 100 pessoas e determinando o uso de máscara”. Sobre a mula, ele observou que “a equipe de saúde tem trabalhado muito. E hoje resolveu lavrar auto de infração contra o presidente da República pela promoção no Maranhão de aglomerações sem nenhum cuidado sanitário.”, postou no twiter.

LEIA: O sionismo bolsonarista e a defesa do Apartheid Israelense

Categorias
América LatinaÁsia & AméricasBrasilCoronavírusNotícia
Show Comments
Show Comments