Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

OMS pede pausa humanitária nos bombardeios israelenses em Gaza

Edifício residencial de seis andares e sede do Centro Nafha de Estudos Israelenses, destruído por bombardeios da ocupação sionista na Cidade de Gaza, 18 de maio de 2021 [Mohammed Asad/Monitor do Oriente Médio]
Edifício residencial de seis andares e sede do Centro Nafha de Estudos Israelenses, destruído por bombardeios da ocupação sionista na Cidade de Gaza, 18 de maio de 2021 [Mohammed Asad/Monitor do Oriente Médio]

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reivindicou hoje (20) uma pausa humanitária nos bombardeios israelenses contra a Faixa de Gaza, para permitir acesso de socorro emergencial ao sistema de saúde em colapso no território palestino, reportou a Reuters.

“O fechamento dos pontos de entrada e saída para pacientes e equipes médicas humanitárias e as severas restrições à entrada de suprimentos médicos agrava a crise de saúde pública [em Gaza]”, reiterou à imprensa Ahmed al-Mandhari, diretor regional da OMS.

“A gravidade dos ferimentos pressiona um sistema de saúde já superlotado, que enfrenta carências críticas de remédios e itens essenciais, ao passo que também combate a pandemia de coronavírus”, prosseguiu o comunicado de al-Mandhari.

Um comboio das Nações Unidas — com carga de 10 mil doses de vacina contra o covid-19 (Coronavac) e orientações para transferir feridos — aguarda autorização israelense para entrar no território sitiado, observou Rik Peeperkorn, chefe da OMS em Gaza e Cisjordânia.

“Até que haja um acordo de cessar-fogo, todas as partes em conflito devem consentir com uma pausa humanitária para garantir o acesso a Gaza”, reiterou Peeperkorn.

Desde 10 de maio, Israel mantém uma campanha aérea intensiva contra a Faixa de Gaza.

Segundo autoridades de saúde, mais de 230 palestinos foram mortos, incluindo 65 crianças e 39 mulheres. Ao menos 1.700 palestinos ficaram feridos, incluindo 55 em estado grave.

Mortos por ataques israelenses a Gaza continuam a aumentar [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

LEIA: Israel ataca grupo humanitário do Catar em Gaza

Categorias
IsraelNotíciaOMSOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments