Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Palestinos formam Domo da Rocha com balas e granadas lançadas por Israel em Jerusalém

Projéteis das balas e restos das granadas disparadas pela força israelense em Al-Aqsa se transformaram na palavra Jerusalém e no Domo da Rocha

Os palestinos na segunda-feira à noite (10 de maio) fizeram a silhueta do Domo da Rocha usando balas de plástico atiradas pela polícia israelense e restos de granadas atordoantes no complexo Al-Aqsa em Jerusalém Oriental. Eles também escreveram “Jerusalém” em árabe.

Milhares de palestinos ficaram de guarda no Harem-i Sharif a partir da oração da manhã devido aos planos de judeus fanáticos de invadir a Mesquita al-Aqsa como parte do “Dia de Jerusalém”.

A polícia israelense atuou contra os palestinos atacando a Mesquita Al-Aqsa com balas de borracha, gás lacrimogêneo e granadas atordoantes.

De acordo com o Crescente Vermelho Palestino, o ataque israelense aos fiéis da Mesquita Al-Aqsa, na antiga cidade de Jerusalém, feriu ao menos 395 pessoas, sendo que 258 precisaram ser hospitalizadas e sete estão em estado crítico.

LEIA: Israel e seus colonos ilegais demonstram a realidade e brutalidade da ocupação

A Mesquita Al-Aqsa é o terceiro local mais sagrado do mundo para muçulmanos. Os judeus chamam a área de “Monte do Templo”, alegando que era o local de dois templos judeus em tempos antigos. Israel ocupou Jerusalém Oriental, onde fica Al-Aqsa, durante a guerra árabe-israelense de 1967 e anexou ilegalmente a cidade inteira em 1980, ato nunca reconhecido pela comunidade internacional.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestinaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Show Comments