Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Governo da Líbia cria fundo no valor de US$ 335 milhões para a reconstrução de Benghazi e Derna

O primeiro-ministro da Líbia, Abdul Hamid Dbeibeh, em Moscou, Rússia, em 15 de abril de 2021 [Ministério das Relações Exteriores da Rússia/Agência Anadolu]
O primeiro-ministro da Líbia, Abdul Hamid Dbeibeh, em Moscou, Rússia, em 15 de abril de 2021 [Ministério das Relações Exteriores da Rússia/Agência Anadolu]

O Governo de Unidade Nacional da Líbia (GNU) anunciou a criação de um fundo no valor de US$ 335 milhões de dólares para reconstruir as cidades de Benghazi e Derna.

De acordo com a decisão do governo: “Um fundo soberano será estabelecido sob o nome de Fundo de Reconstrução Benghazi-Derna, assumindo responsabilidade financeira independente, em filiação ao Conselho de Ministros, e sua sede será na cidade de Benghazi”.

Em linha com a mesma decisão, 1,5 milhão de dinares líbios serão injetados no fundo.

O governo líbio apontou: “O fundo visa restaurar e reabilitar áreas devastadas por guerras e remover os efeitos do conflito armado nas cidades de Benghazi e Derna, a fim de atingir as metas de desenvolvimento e resolver os danos a edifícios e infraestrutura”.

LEIA: Premiê líbio renova compromisso com acordo marítimo com a Turquia

O fundo terá a missão de listar e avaliar os danos aos edifícios, enquanto prepara e implementa planos e programas para projetos de reconstrução. Também coordenará esforços entre as partes competentes para abordar a destruição da cidade e convidará o setor privado e as organizações da sociedade civil a contribuírem para os esforços de reconstrução.

Os fundos irão também determinar as prioridades de reconstrução, propor os princípios e controles para o cálculo da compensação e o mecanismo do seu pagamento, sugerindo alternativas de compensação financeira, submetendo-o ao Conselho de Ministros para aprovação. Além disso, será pago o valor da remuneração estimada, conforme resolução do gabinete.

A decisão estadual afirma que o fundo soberano se preocupa com a contratação de obras de manutenção, demolição e remoção, além de se articular com as autoridades locais e órgãos executivos, e com o replanejamento e desenvolvimento de áreas urbanas devastadas.

O primeiro-ministro da Líbia, Abdul Hamid Dbeibeh, anunciou há poucos dias sua intenção de estabelecer fundos para reconstruir as cidades afetadas pela guerra no país.

LEIA: ONU informa que mais de 700 migrantes da Líbia voltaram para casa

Categorias
ÁfricaLíbiaNotícia
Show Comments
Show Comments