Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

ONU, Grécia, Turquia e Reino Unido debatem questão cipriota

Ministro de Relações Exteriores da Turquia Mevlut Cavusoglu (à esquerda) durante coletiva de imprensa com o líder turco-cipriota Ersin Tatar, em 16 de abril de 2021 [Birol Bebek/AFP via Getty Images]
Ministro de Relações Exteriores da Turquia Mevlut Cavusoglu (à esquerda) durante coletiva de imprensa com o líder turco-cipriota Ersin Tatar, em 16 de abril de 2021 [Birol Bebek/AFP via Getty Images]

Os líderes greco e turco-cipriotas encontraram-se em Genebra, Suíça, nesta terça-feira (27) para tentar encontrar um consenso sobre a pequena ilha mediterrânea, dividida hoje entre os dois estados de fato, com apoio das Nações Unidas, relatou a Reuters.

As últimas negociações sobre a questão cipriota foram conduzidas há quatro anos, sem êxito.

Segundo as informações, o Secretário-Geral da ONU António Guterres exortou pragmatismo sobre o prospecto de progresso para reunificar o Chipre e reivindicou de ambas as partes em disputa que sejam flexíveis sobre sua abordagem.

O líder turco-cipriota Ersin Tatar expressou esperanças de que sua proposta de dois estados traga uma “nova visão” à conferência desta semana. Entretanto, o lado greco-cipriota já declarou sua rejeição à ideia.

LEIA: Reino Unido expressa apoio a resolução ‘justa e duradoura’ à questão cipriota

“Vou a Genebra para apresentar minha proposta”, afirmou Tatar na segunda-feira (26) à agência Reuters. “Minha nova visão é dois estados soberanos que vivem lado a lado, em boa relação de vizinhança e cooperação, a fim de promover o bem-estar a todos os cipriotas”.

Por outro lado, o líder greco-cipriota Nicos Anastasiades alegou que o principal objetivo do mais recente esforço da ONU é encontrar pontos em comum para prosseguir com o diálogo sobre as disputas referentes à nação do Mediterrâneo Oriental.

O Chipre é dividido entre greco-cipriotas ao sul e turco-cipriotas ao norte desde 1974.

A República Turca do Chipre do Norte é um estado de fato reconhecido apenas pela Turquia.

Como avalista, Ancara também foi convidada à reunião em Genebra, além de Grécia e Reino Unido, que asseguraram a independência da ilha de Londres, em 1960.

No último ano, os governos turco e turco-cipriota apresentaram sua proposta de dois estados para solucionar as disputas regionais. Líderes greco-cipriotas rechaçaram a ideia ao denunciá-la como tentativa de legitimar a partilha do país.

Categorias
ChipreEuropa & RússiaGréciaNotíciaONUOrganizações InternacionaisReino UnidoSuíçaTurquia
Show Comments
Show Comments