Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

DP World dos Emirados Árabes busca $ 210 milhões em danos do Djibouti

Uma foto tirada em 18 de junho de 2020 mostra uma visão parcial do porto de Jebel Ali, operado pela gigante operadora de portos com sede em Dubai, DP World [Karim Sahib/AFP via Getty Images]
Uma foto tirada em 18 de junho de 2020 mostra uma visão parcial do porto de Jebel Ali, operado pela gigante operadora de portos com sede em Dubai, DP World [Karim Sahib/AFP via Getty Images]

Documentos revelaram que a Dubai Ports World (DP World), a maior operadora portuária do mundo, está buscando $ 210,2 milhões em compensação de Djibouti por uma disputa legal em andamento sobre os direitos de concessão do porto.

Há uma disputa entre a DP World e Djibouti desde 2012 em relação a uma concessão concedida à empresa para operar o terminal de contêineres Doraleh, localizado no Chifre da África, em rotas comerciais importantes na entrada sul do Mar Vermelho.

O governo de Djibouti negou à DP World o acesso ao terminal, apesar de o Tribunal de Arbitragem Internacional de Londres (LCIA, na sigla em inglês) ter decidido que a concessão dada à empresa era legal e vinculativa e ordenou que Djibouti cedesse à DP World os seus direitos.

A DP World está agora buscando compensação pela perda estimada de receitas e taxas de gestão de 2018 a 31 de março de 2021 por meio do LCIA, enquanto tenta restaurar seu direito de concessão.

Um documento revelou que a empresa estima seus prejuízos em mais de $ 1 bilhão, incluindo lucros futuros caso não consiga recuperar o acesso aos direitos de concessão.

O LCIA deverá emitir um veredicto sobre os pedidos de indenização da empresa em 29 de junho.

LEIA: Emirados Árabes Unidos: a corrida para o Chifre da África

Categorias
ÁfricaDjiboutiEmirados Árabes UnidosEuropa & RússiaNotíciaOriente MédioReino Unido
Show Comments
Show Comments