Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Crise de combustível paralisa transporte em Damasco

Um motorista abastece seu carro com gasolina em um posto de gasolina na capital síria, Damasco, em 16 de abril de 2019 [Louai Beshara/AFP/Getty Images]
Um motorista abastece seu carro com gasolina em um posto de gasolina na capital síria, Damasco, em 16 de abril de 2019 [Louai Beshara/AFP/Getty Images]

A exacerbação de uma crise de segurança de combustível em áreas controladas pelo regime sírio causou longas filas de veículos em frente aos postos de gasolina na sexta-feira, relatou a Agência Anadolu.

O setor de transporte está completamente paralisado, especialmente na capital Damasco, onde o transporte público parou de funcionar, disseram fontes locais à Anadolu.

Eles disseram que a crise de obtenção de combustível para veículos continua desde meados de março e deixou efeitos prejudiciais em grandes cidades, especialmente Damasco, Aleppo, Latakia, Hama e Tartus.

As áreas controladas pela organização YPG/PKK nas províncias de Deir ez-Zor e Al-Hasakah são consideradas as áreas mais ricas da Síria com recursos energéticos como petróleo e gás natural.

O grupo terrorista interrompeu o fornecimento de combustível ao regime há 25 dias, citando dívida de acumulação pelo regime.

Localizada na fronteira com o Iraque, Deir ez-Zor é a maior fonte de energia do país, e a área na margem oriental da cidade dividida pelo rio Eufrates inclui 11 grandes campos de petróleo.

O grupo YPG/PKK continua ocupando 70% dos recursos petrolíferos da Síria, com apoio dos EUA; enquanto as refinarias de petróleo permanecem sob o controle do regime.

LEIA: Ataque do regime Assad mata quatro civis e fere duas crianças na Síria

Categorias
NotíciaOriente MédioSíria
Show Comments
Show Comments