Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Uma criança morre a cada dez minutos no Iêmen, alerta ONU

Mulher segura seu filho em um hospital de Sanaa, Iêmen, 13 de fevereiro de 2021 [Mohammed Hamoud/Agência Anadolu]
Mulher segura seu filho em um hospital de Sanaa, Iêmen, 13 de fevereiro de 2021 [Mohammed Hamoud/Agência Anadolu]

A Organização das Nações Unidas (ONU) advertiu nesta quinta-feira (8) para o “iminente colapso da situação de saúde no Iêmen”, ao descrever as condições locais como “intoleráveis”.

“Estima-se que 20.1 milhões de pessoas no Iêmen dependem de assistência médica”, reportou o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA), em sua página do Twitter.

Apenas 51% das instalações de saúde do país estão plenamente funcionais – “67 dos 333 distritos não têm médicos”, segundo as informações.

Declarou o OCHA:

Sobretudo, o sofrimento das crianças permanece como tragédia: menores de cinco anos de idade morrem a cada dez minutos de causas evitáveis.

O Iêmen, país mais pobre do Oriente Médio, é assolado pela guerra desde março de 2015, quando uma coalizão militar liderada pela Arábia Saudita interveio para restaurar o governo deposto da capital Sanaa por forças houthis, alinhadas ao Irã.

Os seis anos de guerra levaram ao colapso do sistema de saúde do país e sucessivos surtos epidêmicos. Ao menos 100 mil pessoas morreram em virtude da guerra.

LEIA: Violações da liberdade de mídia são documentadas no Iêmen

Categorias
IêmenNotíciaONUOrganizações InternacionaisOriente Médio
Show Comments
Show Comments