Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Vídeo exorta libertação de Ola Qaradawi no Egito

Ola é filha do proeminente estudioso religioso Sheikh Youssef Al Qaradwi, que vive no exílio desde os anos 1960, após ter sido libertado da prisão pelo presidente Nasser

A filha de Ola Youssef Qaradawi, cidadã egípcia detida pelo regime do presidente e general Abdel Fattah el-Sisi, divulgou no sábado (3) um vídeo em apelo às autoridades para que libertem sua mãe, ao reiterar que ela e o marido estão presos há 1.400 dias.

Ola é filha do proeminente estudioso muçulmano Youssef Qaradawi, exilado desde a década de 1960, após ser libertado da prisão durante o governo de Gamal Abdel Nasser.

No vídeo, a filha de Ola denuncia que sua mãe está em confinamento solitário há 1.400 dias, de modo que sua família não pode vê-la ou sequer obter informações.

O registro é um apelo para que Ola seja libertada antes do início do Ramadã – mês sagrado para os muçulmanos, que começa na próxima semana.

A filha de Ola exortou usuários das redes sociais a compartilhar o vídeo e orar por sua mãe.

LEIA: O Egito “lamenta” críticas da ONU sobre direitos humanos no país

Ola Qaradawi foi detida junto de seu marido, Hossam Khalaf, em 2008 e mantida em confinamento solitário desde então, acusada de “financiar um grupo terrorista via contatos”.

A Organização das Nações Unidas (ONU) reportou que as condições submetidas a Ola pelo regime egípcio são equivalente a tortura.

Desde o golpe de Sisi, 2.671 mulheres enfrentaram tratamento desumano, tortura e degradação por forças do Egito

Categorias
ÁfricaEgitoNotíciaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Show Comments