Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Chefe da Liga Árabe obtém aprovação unânime para segundo mandato

Secretário-Geral da Liga Árabe, Ahmed Aboul Gheit em Túnis, Tunísia em 30 de março de 2019. [Yassine Gaidi/Agência Anadolu]
Secretário-Geral da Liga Árabe, Ahmed Aboul Gheit em Túnis, Tunísia em 30 de março de 2019. [Yassine Gaidi/Agência Anadolu]

Os Ministros das Relações Exteriores árabes aprovaram na quarta-feira a recondução de Ahmed Aboul Gheit para um segundo mandato como Secretário-Geral da Liga Árabe. A votação foi considerada unânime.

O homem de 78 anos, que serviu como ministro das Relações Exteriores do Egito entre 2004 e 2011, foi eleito pela primeira vez para liderar a organização com sede no Cairo em 2016. O presidente egípcio, Abdel Fattah Al-Sisi, enviou cartas aos chefes dos estados árabes informando-os de que o Egito iria renovar a nomeação de Aboul Gheit e convidando-os a apoiar sua escolha.

Os líderes árabes concordaram e aprovaram devidamente a recondução de Aboul Gheit, que foi um crítico ferrenho da resistência palestina em Gaza e grande apoiador de Israel quando era ministro das Relações Exteriores no Cairo. Quando os palestinos na Gaza sitiada romperam a fronteira com o Egito em 2008 para tentar comprar produtos essenciais, ele ficou tão furioso que prometeu “quebrar as pernas” de qualquer um que tentasse entrar no Egito novamente.

Desde que a Liga Árabe foi fundada em 1945, diplomatas egípcios foram escolhidos para liderá-la, exceto quando o Egito quebrou o consenso árabe e assinou um acordo de paz com Israel em 1979; a organização foi transferida para Tunis. Em 1990, voltou ao Cairo e diplomatas egípcios novamente assumiram a posição de liderança.

A Autoridade Palestina pediu à Liga Árabe, junto com outros organismos internacionais, um papel mais efetivo no processo de paz.

LEIA: Iraque apela pela readmissão da Síria na Liga Árabe

Categorias
ÁfricaEgitoLiga ÁrabeNotíciaOrganizações Internacionais
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments