Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

A Turquia permanecerá na Líbia enquanto governo aliado achar necessário, diz porta-voz

O porta-voz presidencial turco Ibrahim Kalin no Dolmabahce Presidential Working Office em Istambul, Turquia em 29 de novembro de 2020. [Utku Uçrak/ Agência Anadolu]
O porta-voz presidencial turco Ibrahim Kalin no Dolmabahce Presidential Working Office em Istambul, Turquia em 29 de novembro de 2020. [Utku Uçrak/ Agência Anadolu]

As tropas turcas estacionadas na Líbia permanecerão lá enquanto um acordo militar bilateral entre Ancara e Trípoli estiver ativo e o governo da Líbia o solicitar, informou o porta-voz presidencial da Reuters Ibrahim Kalin ontem.

O presidente Tayyip Erdogan disse na terça-feira que a Turquia iria discutir a retirada de suas tropas, que Ancara diz que estão fornecendo treinamento militar ao Governo de Acordo Nacional da Líbia (GNA) se outras potências estrangeiras forem retiradas primeiro.

Em entrevista à emissora estatal TRT Haber, Kalin disse que as empresas turcas também desempenhariam um papel ativo nos esforços para reconstruir a Líbia devastada pela guerra, acrescentando que Ancara forneceria apoio ao governo interino recém-eleito.

Em 27 de novembro de 2019, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan assinou dois acordos com o chefe da GNA Fayez Al-Sarraj.

O primeiro memorando diz respeito à segurança e cooperação militar, enquanto o segundo visa definir áreas de jurisdição marítima, com o objetivo de proteger os direitos dos dois países de acordo com o direito internacional.

LEIA: Uma conversa com o almirante italiano que espera levar paz à Líbia

Categorias
ÁfricaEuropa & RússiaLíbiaNotíciaTurquia
Show Comments
Show Comments