Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

ONU pede repatriação de mais de 30 mil crianças estrangeiras dos campos da Síria

Stéphane Dujarric, porta-voz do Secretariado-Geral da ONU [Wikipedia]
Stéphane Dujarric, porta-voz do Secretariado-Geral da ONU [Wikipedia]

Stéphane Dujarric, porta-voz da Organização das Nações Unidas, reiterou receios da entidade internacional sobre a situação de mais de 30 mil crianças estrangeiras detidas nos campos de refugiados de Al-Hawl e Rouge, nordeste da Síria, e exortou a sua imediata repatriação.

“Cerca de 31 mil crianças estrangeiras vivem hoje em condições chocantes sem acesso à educação ou serviços de saúde. Qual será seu futuro e para onde vão? São problemas que devemos resolver com urgência”, afirmou Dujarric a repórteres, na terça-feira (9).

Na última semana, um corpo independente de especialistas em direitos humanos, a serviço da ONU, exortou 57 países a repatriar seus cidadãos detidos nos campos situados na Síria, ao reportar um “número desconhecido” de mortos devido às condições precárias no local.

“Há quase 31 mil crianças estrangeiras que vivem em condições horríveis e sabemos que, caso deixemos crianças de cinco, dez ou doze anos em tais condições por muito tempo, terão seu futuro destruído de alguma forma, expostas ao eventual extremismo”, destacou Dujarric.

Segundo a ONU, quase 64 mil pessoas de 57 países vivem em Rouge e Al-Hawl, a maioria mulheres e crianças, incluindo cidadãos de Afeganistão, África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Austrália, Áustria, Bélgica, Bangladesh, Canadá, China, Dinamarca, Egito, Espanha, França, Rússia e Sudão.

Apesar dos apelos de organizações humanitárias e dos Estados Unidos para que os países recebam seus cidadãos para julgá-los sob devido processo, muitos governos ainda recusam ou hesitam em fazê-lo, ao alegar riscos de segurança impostos pela medida.

LEIA: Regime é responsável por fracasso do Comitê Constitucional da Síria, alerta Europa

Categorias
AfeganistãoÁfricaÁfrica do SulAlemanhaArábia SauditaÁsia & AméricasÁustriaBangladeshBélgicaCanadáChinaDinamarcaEgitoEspanhaEuropa & RússiaNotíciaONUOrganizações InternacionaisOriente MédioRússiaSíriaSudão
Show Comments
Show Comments