Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Qatar Airways transporta gratuitamente animais selvagens de volta ao seu habitat

Propaganda do programa ambiental WeQare, da companhia aérea Qatar Airways, que promete transportar animais selvagens de volta a seu habitat gratuitamente [Qatar Airways/Twitter]
Propaganda do programa ambiental WeQare, da companhia aérea Qatar Airways, que promete transportar animais selvagens de volta a seu habitat gratuitamente [Qatar Airways/Twitter]

A divisão de carga da empresa aérea Qatar Airways anunciou a segunda fase de seu programa de sustentabilidade, denominado WeQare, na qual compromete-se a preservar a vida selvagem e animais em risco, ao transportá-los de volta a seu habitat gratuitamente.

Guillaume Halleux, chefe de operações de carga da companhia sediada em Doha, declarou: “Nós nos preocupamos com o legado deixado às futuras gerações. Como maior transportadora aérea do mundo, acreditamos no retorno à comunidade e na proteção do meio-ambiente”

“Todos sabemos que os animais têm um importante papel na preservação do equilíbrio ecológico, que garante a existência e estabilidade de nosso ambiente”, prosseguiu. “Através do Capítulo 2 – Rewild the Planet – queremos encorajar a preservação”.

“É por isso que oferecemos transporte gratuito para devolver os animais selvagens ao seu habitat natural”, concluiu Halleux.

LEIA: Brasileiros esperam uma Copa do Mundo excepcional no Catar 2022

A Qatar Airways é um das primeiras signatárias da chamada Declaração do Palácio de Buckingham de 2016, cujo objetivo é combater o tráfico ilegal de animais selvagens. Também é cofundadora da Força Tarefa de Transporte da Vida Selvagem.

Em 2018, a companhia aérea de Doha transportou um rinoceronte negro em risco de extinção do Zoológico de San Diego, nos Estados Unidos, a seu habitat na Tanzânia, como parte de um programa de reprodução e preservação da espécie.

A iniciativa WeQare foi lançada em julho de 2020, como parte do compromisso da empresa em promover a consciência ambiental e manter “tolerância zero” contra o contrabando e transporte ilegal de animais selvagens ameaçados de extinção.

A primeira fase do programa incluiu conceder um milhão de quilogramas em ajuda humanitária e equipamentos médicos a diversas organizações assistenciais.

A indústria de aviação contribui com 2.5% das emissões globais de dióxido de carbono. Apesar da redução dos poluentes devido à pandemia de coronavírus, dados mostram que os índices voltaram a subir a partir do segundo semestre do último ano.

Segundo o site de notícias sobre transporte e logística The LoadStar, embora a Qatar Airways promova seu compromisso com o meio-ambiente, trata-se ainda de uma das poucas transportadoras que não testaram novos combustíveis sustentáveis para suas aeronaves.

Em entrevista ao website, Halleux afirmou: “Por que não ainda realizamos voos com combustíveis sustentáveis? A razão número um é que estamos concentrados em ampliar os negócios primeiro. Parece uma desculpa, mas avançamos rápido, cada vez mais”.

“A segunda razão é que não há o bastante. Há ambições bastante contundentes com os novos combustíveis sustentáveis, mas atualmente não há disponibilidade dos insumos em todos os aeroportos. Este é o problema”, argumentou.

LEIA: Catar planeja aumentar ajuda anual a Gaza em 50%

Categorias
CatarNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments