Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Quinta rodada de negociações políticas da Líbia começa no Marrocos

A enviada em exercício da ONU na Líbia, Stephanie Williams, atenta durante uma conferência de imprensa na capital tunisiana, Túnis, em 11 de novembro de 2020, após dois dias de negociações, promovidas pela ONU sobre o conflito na Líbia. [Fethi Belaid/AFP via Getty Images]
A enviada em exercício da ONU na Líbia, Stephanie Williams, atenta durante uma conferência de imprensa na capital tunisiana, Túnis, em 11 de novembro de 2020, após dois dias de negociações, promovidas pela ONU sobre o conflito na Líbia. [Fethi Belaid/AFP via Getty Images]

A quinta rodada do Diálogo Político da Líbia entre as delegações do Supremo Conselho de Estado e da Câmara dos Representantes com sede em Tobruk começou no Marrocos na sexta-feira (22) para discutir os critérios de seleção de chefes de cargos soberanos, informa a Agência Anadolu.

De acordo com um correspondente da Agência Anadolu, a primeira sessão entre os membros do comitê 13 + 13 da Líbia teve início na cidade de Bouznika para levantar os pontos de vista dos dois partidos acerca da seleção dos cargos soberanos.

Devido à grande divisão do país entre leste e oeste, a maioria das instituições soberanas, senão todas, dividiram-se em duas cabeças.

De acordo com o Acordo Skhirat, assinado em 2015 no Marrocos, as posições soberanas da Líbia que estão sendo negociadas em Bouznika são as do governador do Banco Central da Líbia e do chefe do Gabinete de Auditoria.

LEIA: Empresa turca coopera com Siemens para construir usinas de energia na Líbia

A lista de cargos também inclui os chefes da Autoridade de Supervisão Administrativa e da Comissão Anticorrupção, o presidente e membros da Alta Comissão Eleitoral, o presidente do Supremo Tribunal Federal e o procurador-geral.

A reunião ocorreu dias depois de os membros do Fórum de Diálogo Político da Líbia terem aprovado por maioria o mecanismo de seleção de chefes do poder executivo, em particular, o governo e a presidência.

Marrocos sediou a primeira rodada painéis de diálogo do 13 + 13 em 6 de setembro por quatro dias.

A Líbia foi dilacerada pela guerra civil desde a derrubada do falecido governante Muammar Gaddafi em 2011.

Categorias
ÁfricaLíbiaMarrocosNotícia
Show Comments
Show Comments