Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Mo Salah, do Liverpool, doa tanque de oxigênio para pacientes de covid-19 no Egito

Mohamed Salah do Liverpool em Madrid, Espanha em 1 de junho de 2019 [ Burak Akbulut/ Agência Anadolu]
Mohamed Salah do Liverpool em Madrid, Espanha em 1 de junho de 2019 [ Burak Akbulut/ Agência Anadolu]

A estrela egípcia do futebol do Liverpool, Mohamed Salah, doou um tanque de oxigênio para o Hospital Central Basyoun, na governadoria de Gharbiya, no sul do Egito, “para apoiar o tratamento de pacientes com coronavírus”, anunciou ontem a Associação de Caridade Nagrig local.

O diretor Hassan Bakr disse ao canal local Al-Kahera Wal Nas que Salah doou a “instalação de um tanque de oxigênio médico para aliviar o sofrimento de pacientes com coronavírus em sua aldeia natal de Najrij, no governo de Gharbiya.”

A doação de Salah ocorre após relatos de que vários hospitais públicos ficaram sem equipamento de ventilação. Nos últimos dias, a indignação prevaleceu nas redes sociais depois que um vídeo mostrando a morte de seis pacientes com coronavírus no Hospital Central El Husseineya, na província de Ash Sharqia, por falta de oxigênio, se tornou viral.

No domingo, o promotor egípcio disse que uma investigação foi aberta sobre a deficiência de oxigênio do hospital, bem como sobre a morte de pacientes. A ministra da Saúde do Egito, Hala Zayed, afirmou que os pacientes não morreram devido à falta de oxigênio e acusou a Irmandade Muçulmana de espalhar boatos.

O Egito recentemente testemunhou um aumento notável no número de infecções. Até agora, um total de 142.187 pessoas contraíram o vírus, 7.805 morreram e 113.898 outras se recuperaram, de acordo com os Worldômetros dos EUA.

Mo Salah fundou a Nagrig Charity Association em 2017.

LEIA: Incêndio mortal atinge hospital para pacientes com coronavírus

Categorias
ÁfricaCoronavírusEgitoNotícia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments