Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel alerta seus cidadãos a não viajarem aos Emirados e Bahrein

Avião A320 da Israir Airlines Airbus, no Aeroporto Internacional Ben Gurion, próximo à cidade israelense de Tel Aviv, em 14 de junho de 2020, em meio à nova pandemia de coronavírus. [Gil Cohen-Magen/ AFP via Getty Images]
Avião A320 da Israir Airlines Airbus, no Aeroporto Internacional Ben Gurion, próximo à cidade israelense de Tel Aviv, em 14 de junho de 2020, em meio à nova pandemia de coronavírus. [Gil Cohen-Magen/ AFP via Getty Images]

Israel emitiu um alerta a seus cidadãos para não viajarem aos Emirados Árabes Unidos e Bahrein, sob receios de uma resposta iraniana ao assassinato do cientista nuclear Mohsen Fakhrizadeh, na sexta-feira (27), reportou ontem a rede Al-Khaleej Online.

Acredita-se que a agência de espionagem israelense Mossad é responsável pelo assassinato, embora Tel Aviv não tenha comentado sobre as suspeitas.

O jornal em hebraico Yedioth Ahronoth relatou que a comissão de contraterrorismo de Israel recomendou cautela a seus cidadãos em rota aos Emirados e Bahrein, já há algumas semanas. “O alerta foi reforçado após o assassinato de Fakhrizadeh”, destacou.

A comissão de contraterrorismo especula que milhares de israelenses deverão visitar os estados do Golfo para turismo e negócios, nas próximas semanas.

“O Conselho de Segurança Nacional advertiu que há verdadeiras ameaças de segurança aos cidadãos israelenses em visita aos Emirados, diante das presentes atividades de organizações terroristas”, prosseguiu o jornal israelense.

A comissão alega que há “ameaça significativamente tangível” de atentados contra cidadãos israelenses na região do Golfo.

LEIA: Bloqueio israelense resulta em perdas de US$16.5 bilhões à economia de Gaza

Categorias
BahreinEAUIrãIsraelNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments