Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel destrói escada histórica no caminho de Al-Aqsa

Soldados israelenses do lado de fora da Porta do Leão, entrada principal para o complexo da mesquita Al-Aqsa na cidade velha de Jerusalém, em 24 de julho de 2017 [Ahmad Gharabli/ AFP via Getty Images]
Soldados israelenses do lado de fora da Porta do Leão, entrada principal para o complexo da mesquita Al-Aqsa na cidade velha de Jerusalém, em 24 de julho de 2017 [Ahmad Gharabli/ AFP via Getty Images]

A administração israelense de Jerusalém demoliu ontem uma escada histórica que leva ao Portão do Leão da Mesquita de Al-Aqsa (Bab Al-Asbat) e à Cidade Velha de Jerusalém.

O chefe do Comitê para a Preservação dos Cemitérios Islâmicos em Jerusalém, Mustafa Abu Zahra, disse que as equipes, acompanhadas por uma escavadeira, invadiram a área de Bab Al-Asbat e demoliram a escada que conduz ao cemitério de Yusufia.

De acordo com Abu Zahra, a demolição faz parte do plano das autoridades israelenses de estabelecer o “caminho do jardim bíblico” dentro do cemitério que contém a Tumba do Soldado Desconhecido, bem como muitas sepulturas antigas e modernas.

O cemitério tem cerca de quatro mil metros quadrados.

Abu Zahra exortou todos os habitantes de Jerusalém a “se unirem para proteger os marcos de Jerusalém da opressão da ocupação israelense”.

A administração israelense em Jerusalém não comentou a demolição.

LEIA: Jordânia reitera custódia de Al-Aqsa, sob receios de tomada saudita

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments