Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Médico palestino é preso quando tratava feridos em protesto na Cisjordânia

Forças de segurança israelenses impedem a movimentação de uma ambulância palestina na Cisjordânia, em 6 de outubro de 2017 [Ayman Ameen/ Apaimages]
Forças de segurança israelenses impedem a movimentação de uma ambulância palestina na Cisjordânia, em 6 de outubro de 2017 [Ayman Ameen/ Apaimages]

Soldados israelenses prenderam hoje o médico Muhammad Hussein Hamed, que tratava de manifestantes feridos durante uma manifestação contra o estabelecimento de um novo posto avançado de assentamento na área de Ras Al-Tin, na vila de Kafr Malik, a leste de Ramallah.

O Centro de Informação Palestina informou que soldados e colonos  israelenses dispararam balas e bombas de gás lacrimogêneo contra os palestinos na área de Ein Samia.

Abdullah Abu Rahma, o diretor-geral do Comitê de Resistência Popular contra o Muro, foi ferido com uma bomba de gás em seu ombro, e outros sofreram dificuldades respiratórias e foram tratados no campo.

O médico de 26 anos, foi detido pelas forças de ocupação enquanto tentava tratar os feridos, de acordo com as fontes.

LEIA: Mais de 400 crianças foram detidas por Israel desde o início de 2020

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments