Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Grã-Bretanha devolverá artefato saqueado do Iraque

Príncipe Charles, Príncipe de Gales (à esquerda) encontra-se com o primeiro-ministro iraquiano Mustafa Al-Kadhimi em Londres, Reino Unido, em 22 de outubro de 2020 [Victoria Jones/WPA Pool/Getty Images]
Príncipe Charles, Príncipe de Gales (à esquerda) encontra-se com o primeiro-ministro iraquiano Mustafa Al-Kadhimi em Londres, Reino Unido, em 22 de outubro de 2020 [Victoria Jones/WPA Pool/Getty Images]

A Grã-Bretanha deve devolver uma placa suméria de 4.000 anos ao Iraque, anunciou o primeiro-ministro iraquiano Mustafa Al-Kadhimi em um tweet na sexta-feira. O artefato foi descoberto pelo Museu Britânico durante um leilão online em maio de 2019, de acordo com o Al-Monitor. A placa de calcário retrata um homem sentado e ficará em exibição por um breve período no museu antes de retornar ao Iraque.

O anúncio foi feito durante a visita oficial de Al-Kadhimi à Grã-Bretanha. Ele manteve encontros com o príncipe Charles e o primeiro-ministro Boris Johnson no início da semana.

A placa data de 2.400 a.C. e foi listada no leilão como uma “tábua acádica asiática ocidental” de uma coleção particular. Especialistas do Museu Britânico, no entanto, alertaram a Polícia Metropolitana que na verdade era uma antiga relíquia de um templo sumério. A peça foi escavada originalmente por uma equipe de arqueólogos britânicos no início do século 20, com permissão do governo iraquiano na época.

Quase 5.000 outros artefatos também estão sendo devolvidos ao Iraque pelos britânicos. Eles são alguns dos milhares de objetos que foram saqueados dos museus iraquianos nos primeiros anos da invasão e da guerra de 2003. Em um saque no Museu Nacional de Bagdá, mais de 15.000 relíquias antigas foram roubadas. Desde então, vários deles reapareceram em grandes museus e coleções particulares.

O Iraque iniciou o processo de recuperação de alguns dos itens roubados e em 2018 recebeu 3.800 relíquias da rede de artes e artesanato Hobby Lobby. A empresa foi multada em US$ 3 milhões por sua atuação no comércio de itens saqueados.

No início deste ano, Hobby Lobby concordou em devolver mais de 11.000 artefatos que provavelmente foram obtidos ilegalmente no Iraque e no Egito. A empresa sediada nos Estados Unidos também disse que iria melhorar suas políticas de aquisição de antiguidades devido a preocupações de que os artefatos foram obtidos com registros de proveniência falsos.

O Museu Britânico há muito está envolvido na recuperação e devolução de artefatos roubados. Em julho do ano passado, ajudou na devolução de mais de 150 artefatos ao Iraque e ao Afeganistão. Os itens incluíam textos antigos da Mesopotâmia escritos em cuneiforme, relatou Al-Monitor.

LEIA: Exército do Irã realiza um dia de manobras perto das fronteiras do Iraque

Categorias
Europa & RússiaIraqueNotíciaOriente MédioReino Unidos
Show Comments
Show Comments