Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel aprova centenas de novas unidades de assentamento na Cisjordânia ocupada

A construção de centenas de novas unidades foi aprovada pelas autoridades israelenses para expandir um assentamento judeu ilegal na Belém ocupada, informou a agência de notícias Wafa.

Hasan Brijiyeh, um ativista local anti-assentamento e anti-apartheid, disse à Wafa que as autoridades de ocupação aprovaram a construção de 500 unidades habitacionais no assentamento israelense ilegal de Tzur Hadassah, que é construído em terras pertencentes a palestinos da vila de Wadi Fukin.

Ele acrescentou que Israel tem como alvo Belém, com planos de expandir seus assentamentos ilegais construídos ao redor da cidade bíblica, um distrito desde o início da ocupação, a fim de adicionar mais terras aos assentamentos ilegais na área, bem como barrar o acesso a proprietários de terras e aldeões.

LEIA: Bebê palestino de um ano de idade é ferido por colonos israelenses

As cidades, vilas e bairros de Belém estão sujeitos ao aumento do roubo de terras por Israel em favor da expansão dos assentamentos israelenses ilegais.

No início deste ano, a ministro Naftali Bennett aprovou 7.000 unidades de assentamento no assentamento ilegal de Efrat.

O Paz Agora, movimento israelense não governamental, afirmou que o governo aprovou também a construção de 3.412 unidades de assentamento na Jerusalém Oriental ocupada.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestinaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments