Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Egito conduz importante descoberta arqueológica, ao encontrar 59 sarcófagos antigos

Os 59 sarcófagos foram descobertos em agosto, na Necrópole de Saqqara, patrimônio mundial da UNESCO, ao sul do Cairo

Neste sábado (3), o Egito revelou a descoberta de dezenas de sarcófagos antigos pertencentes a sacerdotes e clérigos da 26ª Dinastia, datados de aproximadamente 2.500 anos. O anúncio foi feito por Mostafa al-Waziri, secretário-geral do Alto Conselho de Antiguidades do Egito.

Segundo arqueólogos, outras dezenas de sarcófagos foram encontradas na Necrópole de Saqqara, patrimônio mundial da UNESCO, ao sul do Cairo, há apenas alguns dias.

Os 59 sarcófagos foram descobertos em agosto, enterrados em poços de 10 a 12 metros, junto de 28 estátuas do deus egípcio Seker, uma das mais importantes entidades funerais dentre os cultos do Antigo Egito.

A missão arqueológica do Egito, responsável pela descoberta, está ativa desde 2018 e descobriu anteriormente, na mesma área, um repositório de animais mumificados e uma tumba bem preservada de um sacerdote da 5ª Dinastia, chamado Wahtye.

LEIA: Arqueólogos denunciam Israel por roubar uma pia batismal bizantina

Waziri explicou que a equipe descobriu os três poços onde repousavam os túmulos, em “perfeitas condições”, devido a um selo que protegia os artefatos de reações químicas.

A missão deverá abrir os sarcófagos e estudar seus conteúdos, antes de serem eventualmente expostos no Grande Museu do Egito, previsto para inauguração em 2021.

Categorias
ÁfricaEgitoNotíciaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Show Comments