Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Marrocos afirma que não haverá paz sem garantir os direitos palestinos

O primeiro-ministro do Marrocos, Saad-Eddine El Othmani, em Paris, em 19 de dezembro de 2019. [Bertrand Guay/ AFP via Getty Images]
O primeiro-ministro do Marrocos, Saad-Eddine El Othmani, em Paris, em 19 de dezembro de 2019. [Bertrand Guay/ AFP via Getty Images]

O primeiro-ministro marroquino, Saadeddine Othmani, disse à Assembleia Geral da ONU no sábado que não pode haver paz sem garantia dos direitos palestinos.

“Não pode haver paz justa ou duradoura, a menos que o povo palestino possa exercer seu direito legítimo de estabelecer um estado independente e viável com Jerusalém como sua capital”, explicou Othmani. “Rejeitamos categoricamente todas as medidas unilaterais tomadas pelas autoridades israelenses nos territórios palestinos ocupados, seja na Cisjordânia ou em Jerusalém. Essas medidas apenas alimentam a tensão e a instabilidade na região. ”

O primeiro-ministro também disse que o fracasso em resolver a questão palestina e em resumir o processo de paz no Oriente Médio é uma fonte de “grave preocupação” para Marrocos.

Ele reiterou que o rei Mohammed VI sempre pediu que Jerusalém fosse protegida como patrimônio comum de toda a humanidade e um símbolo de respeito mútuo, diálogo e coexistência pacífica entre as três religiões abraâmicas.

LEIA: Premiê do Marrocos rejeita qualquer normalização com Israel

Categorias
ÁfricaIsraelMarrocosNotíciaONUOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments