Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Paz com os árabes levará milhões aos cofres de Israel, alega Netanyahu

Manifestantes exigem a renúncia do Primeiro-Ministro de Israel Benjamin Netanyahu, diante de diversos casos de corrupção e má gestão do coronavírus, em frente ao Aeroporto Ben-Gurion, perto de Tel Aviv, 13 de setembro de 2020 [Jack Guez/AFP/Getty Images]
Manifestantes exigem a renúncia do Primeiro-Ministro de Israel Benjamin Netanyahu, diante de diversos casos de corrupção e má gestão do coronavírus, em frente ao Aeroporto Ben-Gurion, perto de Tel Aviv, 13 de setembro de 2020 [Jack Guez/AFP/Getty Images]

O Primeiro-Ministro de Israel Benjamin Netanyahu afirmou ontem (14) que os “acordos de paz” com Emirados Árabes Unidos e Bahrein deverão levar milhões de dólares ao tesouro israelense, reportou a mídia local.

Antes de sua viagem a Washington, para cerimônia de assinatura de ambos os tratados com os estados do Golfo, Netanyahu discursou aos israelenses e alegou tratar-se de “viagem histórica”.

“Dois acordos de paz em um mês”, celebrou o premiê, segundo o jornal Times of Israel. “Isso é sempre bom, mas particularmente bom durante o coronavírus!”

Emirados Árabes Unidos e Bahrein anunciaram acordos para normalizar relações diplomáticas, econômicas e culturais com o estado da ocupação. Representantes de ambos os países participarão de uma cerimônia oficial na Casa Branca para assinar compromisso, na presença de oficiais israelenses.

LEIA: Netanyahu quer investigar os investigadores que o acusam de corrupção

Categorias
BahreinEAUIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments