Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Mais de cem pessoas são mortas por enchentes, no Sudão

Crianças sudanesas tentam atravessar uma rua inundada no distrito de al-Qalqili, em Cartum, Sudão, 29 de agosto de 2020 [Mahmoud Hjaj/Agência Anadolu]
Crianças sudanesas tentam atravessar uma rua inundada no distrito de al-Qalqili, em Cartum, Sudão, 29 de agosto de 2020 [Mahmoud Hjaj/Agência Anadolu]

Desde junho, 101 pessoas foram mortas e 46 outras feridas como resultado das pesadas chuvas e inundações que tomaram o Sudão, declarou o Ministério do Interior do país.

O ministério afirmou em nota, divulgada neste sábado (5), que as enchentes também causaram “colapso total de 24.582 casas e colapso parcial de 40.415 casas, além de danos a 179 instalações, 354 lojas e depósitos comerciais e morte de 5.482 animais de criação.”

O Comitê para Inundações do Ministério de Irrigação e Recursos Hídricos do Sudão alertou ainda que Cartum registrou o maior volume acumulado das águas do Rio Nilo.

Também no sábado, o Conselho de Segurança e Defesa declarou estado de emergência no país, por um período de três meses, ao classificar o território nacional sudanês como “área de desastre natural”.

LEIA: Negociações entre o governo e o Movimento de Libertação Popular são retomadas no Sudão

Categorias
ÁfricaNotíciaSudão
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments