Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Turquia disponibiliza seus portos ao Líbano e declara prontidão para enviar mais ajuda

Trabalhadores da Autoridade de Gerenciamento de Desastres e Emergência da Turquia (AFAD), auxiliam no início das operações de reconstrução do porto de Beirute, destruído por uma enorme explosão na última semana, em 6 de agosto de 2020 [AFAD/Twitter]
Trabalhadores da Autoridade de Gerenciamento de Desastres e Emergência da Turquia (AFAD), auxiliam no início das operações de reconstrução do porto de Beirute, destruído por uma enorme explosão na última semana, em 6 de agosto de 2020 [AFAD/Twitter]

A Turquia ofereceu ajuda ao Líbano para reconstruir o porto de Beirute, destruído por uma enorme explosão na última semana, anunciou em nota o gabinete do vice-presidente turco Fuat Oktay.

Durante visita ao Líbano, no sábado (8), Oktay declarou ainda que a Turquia está pronta para enviar maiores ajudas ao Líbano, especialmente assistência médica e alimentar, a fim de ajudar o país árabe neste momento de necessidade.

“Testemunhamos o fato de que a Turquia e o povo turco possuem um lugar especial no Líbano. Emitimos uma carta branca aos nossos irmãos e irmãs libaneses. A Turquia permanecerá aqui, em Beirute, até que a área afetada retorne ao normal”, proclamou Oktay.

Após encontro com o Presidente do Líbano Michel Aoun, Oktay afirmou que Ancara disponibilizou ao Líbano seu porto de Mersin, até que a região portuária de Beirute seja reconstruída.

Oficiais turcos emitiram notas de pesar diante das mortes e das perdas em propriedades em Beirute, e voltaram a enfatizar a disposição de Ancara em ajudar os libaneses em todos os aspectos.

“Nossas agências assistenciais TIKA (Agência de Cooperação e Coordenação da Turquia) e AFAD (Autoridade de Gerenciamento de Desastres e Emergência) vieram imediatamente e trouxeram cerca de 400 toneladas de trigo ao porto de Trípoli, no norte do país, para ajudar com a falta de alimentos. Também trouxemos remédios e equipamentos médicos”, destacou Oktay.

 

Equipes da Autoridade de Gerenciamento de Desastres e Emergência (AFAD), do Serviço de Resgate Médico da Turquia (UMKE) e do Crescente Vermelho chegam ao local explosão, no porto de Beirute

Oktay visitou o país árabe junto do Ministro de Relações Exteriores da Turquia Mevlut Cavusoglu. Ambos se reuniram também com o Primeiro-Ministro do Líbano Hassan Diab.

“Tenho certeza que a Turquia fará tudo em seu poder para ajudar o Líbano nestes tempos difíceis”, declarou Diab.

Na última terça-feira (4), o Líbano vivenciou explosões massivas que puderam ser ouvidas tão longe quanto na ilha do Chipre, aproximadamente 240 quilômetros de distância do epicentro, no Mar Mediterrâneo. O desastre resultou em mais de 200 mortos e 5.000 feridos.

A explosão foi causada por 2.750 toneladas de nitrato de amônio armazenados indevidamente no porto de Beirute, desde 2013, segundo informações divulgadas pelo presidente libanês Michel Aoun.

LEIA: Irã está pronto para ajudar na reconstrução de Beirute

Categorias
Europa & RússiaLíbanoNotíciaOriente MédioTurquia
Show Comments
Show Comments